terça-feira, 13 de maio de 2014

 
Portugal é de facto um País "sui generis".
Só mesmo por cá é que veríamos um órgão com as responsabilidades da CNE a "investigar" a legitimidade de um Governo convocar um Conselho de Ministros mas a não proferir uma única palavra acerca de apelos à "desobediência" e a putativas "intifadas" em plena campanha eleitoral.
Gostava de saber em qual das atribuições da CNE se inclui esta "investigação".