quinta-feira, 21 de agosto de 2014

#copiaprivada No final quem se ri são os piratas....


A minha família construiu um grupo de editoras com 50 anos de actividade no mercado, que muito tem sofrido com o fenómeno das fotocópias. Mas de todas as soluções que poderiam ser implementadas, esta é uma que não resolve o problema, não mitiga a perda de receitas das editoras e dos autores, e cria um problema de imagem ao sector, e ao governo.

No final as mensagens que passamos  para a sociedade são:

1- piratear software e fotocopiar livros não é assim tão ilegal.

2- os milhões de euros de prejuízos (só no sector do livro são 100 milhões/ano) para as empresas e autores vão manter-se.

3- para não escapar ninguém, pomos os cidadãos mauzões a pagar pelo problema.

4- aproveitamos para tramar as cadeias de distribuição nacionais, empurrando os clientes para a Amazon e para o Ebay por causa do preço e do fenómeno de rejeição a este tipo de medidas.

5- para acabar em grande, vamos cobrar 15 milhões em taxas que vão para um Fundo qualquer, e garantimos o financiamento para as associações, que assim deixam de chatear e de pedir dinheiro.


No fim, os que se ficam a rir são os piratas e as casas de cópias....