sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Costa num mar imenso de promessas demagógicas e de puro oportunismo político


Um dos temas que deu à costa foi mesmo Costa e a sua “Agenda para a Década” - moção ao XX Congresso Nacional do PS:

1.      Haverá uma maioria para uma política diferente (deve ser a do despesismo para que lamentemos novamente o regresso da TROIKA).

2.      Romper-se-á com a resignação perante o empobrecimento (como se alguém ou qualquer Governo se resignasse com o empobrecimento das pessoas!!!).

3.      Teremos um impulso de mudança, um caminho diferente (só se for o do abismo a que o socialismo por 3 vezes no conduziu).

4.      Existirá um Partido Socialista forte, ativo e mobilizador (da sua clientela entenda-se).

5.      Não existe dívida pública (pelo que não há necessidade de nos preocuparmos com ela).

6.      Teremos mais salário mínimo (que bom).

7.      Não haverá aumento de impostos (fantástico).

8.      Os salários da administração pública terão uma reposição o mais rápida quanto possível, senão imediata, a par das pensões e reformas (já vão poder ir jantar fora mais vezes).

9.      Haverá mais investimento na economia (do Estado, claro está, a endividar-se).

10.   Haverá crescimento económico (nem Marques Mendes ou a Maia como astrólogos conseguiriam melhor previsão).

É o PS do código genético despesista. É Costa num mar imenso de promessas demagógicas e de puro oportunismo político.