quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Arnaldo Matos (MRPP), um "fora da lei"?


este atual dirigente-chefe do MRPP, ao publicar no "luta popular" textos incendiários de apoio ao daesh (e ao seu bando de terroristas), justificando a barbárie dos atentados criminosos que o mundo dramaticamente conhece, coloca-se numa posição de "fora da lei".
Ora num estado democrático e de direito como é Portugal, cabe às autoridades competentes tomar as medidas cautelares e adequadas, enfrentando este tipo de provocações ilegítimas, venham elas de onde vierem.