terça-feira, 29 de dezembro de 2015

"El Chapo" Guzmán vs El "Piropo"

Ontem, quando uma agencia noticiosa internacional passava em revista alguns dos principais marcos noticiosos de 2015, surgiu um discorrer de alguns dos problemas sociais e humanos que hoje assolam o Mundo.
 
Falou-se em guerra, em tráfico e exploração humanas, em terrorismo, em corrupção e falou-se em tráfico de estupefacientes, com uma especial referência à violenta guerra que o estado mexicano desenvolve contra os carteis de droga. No México, o narcotráfico assume uma dimensão tal que chega mesmo a colocar em causa o normal funcionamento e a própria existência do Estado.
 
Enfim parecem problemas distantes... A determinada altura dei por mim a pensar se estaríamos nós a contribuir para a construção de um Mundo melhor! Seja como for, da informação recolhida ontem, na reportagem e nas redes sociais, retirei dois exemplos paradigmáticos de fenómenos de índole criminal que preocupam as gentes no México e em Portugal. No México, os sanguinários carteis de narcotráfico, em Portugal, a irrefletida verborreia de taxistas, operários e outros que tais...


 
São, sem dúvida, fenómenos que refletem duas realidades distintas, sendo a atenção, que tais fenómenos alcançam, reflexo da natureza e da dimensão dos problemas reais das referidas sociedades. Refletem por outros lado, a, por vezes, lamentável gestão política das prioridades públicas. 
 
 
Em Portugal esse desnudar é caricato! Ao menos, estamos melhor que os mexicanos, tão ocupados no combate aos "barões da droga". Por cá "está-se bem" e o grande problema é o "piropo". "El Chapo" Guzmán vs El "Piropo"... Até parece um anúncio ao próximo combate de wrestling mexicano!