quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

salário mínimo, espelho da classe politica


O governo de Costa e "associados" vai hoje discutir mais alguns euros para o salário mínimo nacional.
Infelizmente também neste campo Portugal continua na cauda da Europa, recebendo a esmagadora maioria dos seus trabalhadores um salário que não corresponde às legitimas aspirações a uma vida digna e de esperança no futuro.
Mas ao contrário, e neste campo remuneratório, a chamada "classe politica dirigente", seja ao nível do poder local, regional ou nacional, tem-se aproximado dos padrões europeus, sem esquecer ou prescindir das habituais mordomias.