quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Sorority, irmandade - desmistificando o mito







PHI MU com muito orgulho ...

Com 18 anos cheguei aos EUA, tinha acabado de entrar na faculdade em Charleston, quando me deparei com algo absolutamente novo - sorority and fraternity - the Greek way of Life.


Com alguma curiosidade, aceitei uma semana de desafios temáticos, com o intuito de após uma semana, no "dia das licitações" ser convidada (licitada) a pertencer a uma ou mais das irmandades a que me tinha candidatado, através de carta oficial.

Todas as irmandades têm requisitos de acesso, tais como GPA (média académica), currículo de voluntariado comunitário, prática de desporto competitivo, antepassados da mesma irmandade, ser sociável e assim por diante.

No "Bidding Day" recebi histericamente, com a alegria típica de uma jovem de 18 anos, as diversas cartas com letras gregas e fiz então a minha escolha de irmãs. 

Foi um enorme orgulho ser a única estudante internacional a pertencer aquele "chapter da Phi Mu". 

Após ter aceite o convite cobriram a porta do meu quarto com postais, fotografias e peluches alusivos (tudo cor de rosa e com o leão e letras gregas) da irmandade e disseram-me que teria que estar sempre 24h disponível para todas, assim como elas estariam para mim. 

Comecei aqui um percurso que inclui praxe e juramento (Pledge) no qual ganhei irmãs para a vida!

Fui acordada numerosas vezes a meio da noite para,mesmo de pijama ir ajudar  a empacotar donativos, para ir distribuir alimentos ou para dar apenas uma palavra amiga a alguém que precisava, mas fui também acordada para várias festas surpresa e muita diversão! 

Aprendi o que é voluntariado, militância, o que é estar disponível pelo grupo, pelo projeto, pela amiga, pela irmã! 

Aprendi com os meses e anos que os  membros que formam uma irmandade compartilham os seus esforços, amizade e conhecimento. 

Juntas, as mulheres aprendem, crescem e tornam a irmandade, comummente chamada de uma "organização grega", mais forte, ano após ano, década após década.

Os ensinamentos base compreendem os ideais de amizade, companheirismo, a importância de prestar serviços à comunidade e interacção social, bem como manter sempre um elevado grau académico, o que facilita sermos convidadas a morar na mansão.
As irmãs tendem a organizar grandes festas, mas também a fazer sessões de estudo e de angariação de fundos pela comunidade, nas quais fazem lavagens de carros e vendas de cupcakes por exemplo.

Estas organizações são referidas como "Greek" porque seus nomes consistem em letras gregas. Pertencer a uma das organizações gregas melhora a experiência educacional, enfatizando o desenvolvimento intelectual, interpessoal e social. 



Posso dizer que a minha vida se tornou muito mais "PINK" desde então ...



Thank you Phi Mu for the pictures