quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

As Pussy Riot voltam a "atacar" Putin e seus "protegidos"!


e um deles é Chaika, o procurador geral da Rússia, nomeado para o cargo em 2006 e que estará envolvido, juntamente com familiares seus, em actividades empresariais fraudulentas.