segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

João Santana, um publicitário na mira da Polícia Federal brasileira


Preso esta 2ª feira, Santana foi o coordenador das campanhas presidenciais de Lula da Silva e Dilma Rousseff, sendo acusado, naquela que é a  23ª fase da operação Lava Jato , por ter recebido ilegalmente 7.5 milhões de dólares da Petrobrás,  a fonte  principal de "financiamento  sujo"do PT.