sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Papa Francisco e Patriarca Kirill, em Cuba, na próxima semana


separadas desde 1054, a Igreja Católica e a Ortodoxa Russa dão mais um histórico passo na reaproximação. Desta vez o objectivo será o de enfrentar a perseguição dos cristãos no médio oriente.