quarta-feira, 13 de abril de 2016

Mais uma dor de cabeça para a ASAE....

É justo que se altere a Lei de maus tratos aos animais, até que se reconheça juridicamente que não são coisas (lê mais aqui), mas esta do PAN querer rever a questão da proibição do acesso de animais em restaurantes já não é aceitável.

É que um animal é um animal, que não pode ser responsabilizado pelos seus atos, especialmente quando se trata de necessidades fisiológicas. Não paga multa, não é julgado, não é responsável. 

Uma coisa é exigir que o dono recolha os dejetos do animal quando o passeia na rua, outra é quando isto acontece onde as "pessoas humanas" comem... É que por mais que rapidamente pegue no saquinho e recolha o que tem a recolher, o mal está feito. Para não falar das "pessoas humanas", com alergias a pelos de animais, e que seriam forçadas a sair do estabelecimento comercial, ou a comer ao lado do animal, para que o seu dono possa ter companhia.

Para além do mais, não deixa de ser extemporâneo, até porque há muitos animais que já estão autorizados a entrar em restaurantes, mas, de acordo com a tradição, pela cozinha.