quinta-feira, 28 de julho de 2016

UM SOCIALISTA POUCO SOLIDÁRIO COM O SEU GRUPO POLITICO EUROPEU


O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, lamenta a decisão da Comissão Europeia, de aplicar multas zero a Portugal e Espanha. O presidente do Eurogrupo ficou desiludido por não haver consequências para os dois países, depois de se ter concluído que não tomaram as medidas necessárias para corrigirem os défices excessivos. O que se pode dizer sobre estas afirmações: um socialista equivocado nas ideias e nas funções que exerce e pouco solidário com o seu grupo político europeu.