sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Da série: Auto-desintegração ideológica


O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira quatro novos nomes propostos pelo ministro das Finanças para o Conselho Consultivo do Banco de Portugal, entre os quais o antigo coordenador do BE Francisco Louçã. Louçã que sempre defendeu a nacionalização do Novo Banco a renegociação da dívida, a saída de Portugal da EU, entre outras, entra agora como consultor numa entidade filiada do BCE, numa espécie de auto-desintegração ideológica.  Já agora o que diz Catarina Martins?