terça-feira, 13 de março de 2018

Se dependesse dos Professores do ISCSP...


Queixam-se alguns de que é vergonhoso ver um ex-primeiro ministro dar aulas numa faculdade chegando até a considerar-se uma ofensa á dignidade dos Professores e alunos.

Ofensivo é ver alguém falar de gestão sem nunca ter gerido mais do que o seu orçamento familiar…
Ofensivo é alguém falar em Diplomacia sem nunca ter percorrido o meandros da Diplomacia Internacional… 
Ofensivo é alguém falar de economia quando nunca sequer teve de defender ou apresentar um Orçamento de Estado, no seu País ou em Bruxelas…

Ofensivo é alguém falar em Democracia representativa sem nunca se ter submetido a uma eleição por sufrágio Universal… 
Ofensivo é alguns elementos de uma determinada classe profissional, por fundamentalismo corporativo e ideológico, desprezarem um valor que supera uma larga percentagem dos membros dessa mesma classe profissional.

Um ex-Primeiro Ministro tem muito a ensinar a um qualquer aluno de mestrado ou doutoramento e até a muitos desses indignados Professores. Quem pensar de forma diferente só o poderá fazer por ingenuidade, por questões ideológicas ou sectarismo.

Desprezar um valor desta forma revela o sentimento de inferioridade e um complexo que nunca permitirá que um Português valorize os seus próprios activos.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Amália Rodrigues e Eusébio nunca seriam referencias máximas da identidade Nacional.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP José Saramago nunca teria sido prémio Nobel da Literatura.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Álvaro Cunhal, Francisco Sá Carneiro e Mário Soares nunca seria considerados elementos fundamentais da Democracia Portuguesa.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Durão Barroso nunca teria sido Presidente da Comissão Europeia.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP José Mourinho nunca seria o melhor treinador do mundo.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Cristiano Ronaldo nunca seria o melhor jogador do Mundo.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP António Guterres nunca seria Secretário Geral da ONU.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Sara Sampaio nunca seria uma Top Model de fama Mundial.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Siza Vieira nunca seria considerado um dos melhores Arquitetos do Mundo.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Salvador Sobral nunca teria ganho o festival da Eurovisão.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP António Damásio não era considerado um dos médicos e cientistas mais reconhecidos a nível Mundial.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Maria João Pires jamais seria uma Pianista de nível Internacional.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP António Horta Osório nunca teria ganho o Best Leader Award, nem seria considerado um dos melhores gestores mundiais.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Sophia de Melo Breyner Andresen nunca seria considerada uma escritora de referência mundial e a grande referência nacional.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Daniela Ruah nunca teria uma carreira de sucesso internacional.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Paula Rego nunca seria uma Pintora de craveira Mundial.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Mário Centeno nunca seria Presidente do Eurogrupo.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP Manoel de Oliveira nunca teria sido o maior representante do Cinema Português no Mundo.

Se dependesse de alguns Professores do ISCSP José Pedro e os Xutos e Pontapés não seriam uma referencia musical para várias gerações.


Sorte a nossa de que os destinos de Portugal e dos Portugueses não estão nas mãos de (alguns) Professores do ISCSP, caso contrário viveríamos num País complexado, cinzento, sem auto-estima, sem referências, sem orgulho nos seus e acima de tudo um País triste.